Monthly Archives: Novembro 2012

Sem timoneiro


SEM TIMONEIRO Assomei à janela do tempo e recordei a barca do teu olhar.Sorvi na maresia das águas profundas as meias luas de promessasE nas tuas redes vítreas rememorei cardumes de esperançasQuando no verde da tua íris perdia o pé … Continuar a ler

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário