Sol


 
O sol brilhou
E pronto!
Amanheci com ele dentro dos meus olhos.
Não sabia o porquê,
Mas lá estava ele,
Resplandecente!
Atrapalhava um pouquinho quando eu tinha que me movimentar.
Ardia bastante quando eu piscava.
Impedia totalmente o simples ato de enxergar.
Ao meio-dia então!
O calor foi inenarrável!
E assim passou todo o dia.
Até que chegou a hora dele partir,
Pois era chegado o momento.
Compreendi de imediato
Quando senti a lava quente escorrer
Pela parte interna do meu rosto
E escapar por minha boca.
Vivi o mais belo pôr-do-sol
Dentro de mim.
Anúncios

About hcorreia2003

Eu gosto de viver. Já me senti ferozmente, desesperadamente, agudamente infeliz, dilacerado pelo sofrimento, mas através de tudo ainda sei, com absoluta certeza, que estar vivo é sensacional.
Esta entrada foi publicada em amor, Lua, Estrelas & Sol, O meu Livro, poemas de amor, Sonhos. ligação permanente.

One Response to Sol

  1. Mena.... diz:

    “Um verdadeiro amigo é alguém capaz de tocar teu coração desde o outro lado do mundo.”
    Beijinhos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s